Project Description

Andrea Beat

Andrea Beat, cantora do Rio de Janeiro, afilhada de Ataulpho Alves Junior, com fortes influências no samba de raiz, possui música de berço, a começar por sua família. Filha de Carlinhos Pandeiro de Ouro e Tônia Castro (Tuníca), que trabalhava com Ataúlfo Alves compositor de clássicos como “Ai, Que Saudades da Amélia”, “Laranja Madura”, “O Bonde São Januário”, entre outros, incentivando a cantora desde pequena.

Diva do Samba – Dona de uma voz potente, Andrea Beat deixou para trás a sua carreira de sucesso no Copacabana Beat e, há cinco anos, tem dedicado todo o seu tempo às rodas de samba no Rio de Janeiro e em Niterói, principalmente no reduto deste estilo musical na Zona Norte. Alguns amigos músicos como Flávio Pizzotti incentivaram Andrea a fazer uma roda de samba, mas foi seu pai, quem a convenceu. “Ele sempre me pediu para cantar samba. De primeira eu fui nos sambas mais atuais e depois pesquisei os mais antigos. Comecei com o Pizzotti no violão de sete cordas, um cavaquinho e um pandeiro em um barzinho no Mutondo (São Gonçalo) e arrebentei. Passei por algumas outras casas em Niterói até chegar na Toca. Hoje tenho um repertório montado”, falou a cantora.

 E o repertório é uma coisa a parte. Músicas de Cartola, Dona Ivone Lara, Paulinho da Viola, João Nogueira, Toninho Geraes e Arlindo Cruz são algumas cantadas pela artista.